Água – O que o Brasil tem a aprender sobre reuso?

A Acquanova e demais especialistas nacionais e internacionais reuniram em São Paulo na semana para o simpósio “Escassez Hídrica e reuso de Água como Parte da Solução”, para apresentar o que há de mais moderno e inovador nessa discussão. Embora dotado de tantos recursos hídricos, o Brasil tem sofrido muito com a seca nos últimos anos.

Economia e Reuso de água – Dicas para consumir sem desperdícios

► Empresas investem em ações sustentáveis para economizar água

Em primeiro lugar, o especialista destaca a necessidade “óbvia” de se reduzir o consumo. Mas, além disso, também é preciso diversificar o uso de fontes:

“Nós temos que pensar que a utilização de água deve ser feita como se fosse um cardápio de opções. Eu não posso mais pensar em pegar diretamente de um rio e só daquele tipo de rio. Eu tenho que pensar: eu posso pegar do rio, posso pegar de água subterrânea, posso pegar do oceano, posso pegar água de reuso”, disse ele em entrevista à Sputnik Brasil.

No seminário que acontece na capital paulista, estão presentes especialistas de diferentes países interessados em compartilhar suas experiências com o Brasil. Os especialistas destacam, entre eles, as autoridades de Israel, país que, apesar das condições climáticas e geográficas adversas, tem tido grande sucesso na gestão da água, e do México, que possui características mais parecidas com as do Brasil. 

“O México tem muitas aplicações de reuso, um reuso muito focado na agricultura. Existe hoje um incentivo em muitas cidades em que as indústrias podem ter acesso a um custo mais barato a uma água de reuso do que a uma água tratada, potável, por exemplo.”

Para os especialistas, se as devidas medidas não forem tomadas no sentido de uma gestão mais inteligente dos recursos, o país pode, perfeitamente, enfrentar novos períodos de escassez de água. 

“Acho que a questão da mudança climática já está acontecendo. A gente já não tem mais a mesma frequência de chuvas como a gente tinha em anos anteriores. Essa dependência, ela já não pode existir mais. Se a gente não tiver um planejamento para saber viver essa nova situação, nós vamos viver escassez hídrica com mais frequência.”

Via: sputniknews

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *